fique_dentro_conciliadoraAtualmente, muito se fala sobre sistemas que fazem conciliação de vendas com cartões. Mas você sabe o porquê de automatizar esse processo e como isso o torna mais preciso?

Com o aumento constante dos pagamentos com cartões de crédito e benefício, a demanda por um controle mais preciso só tende a aumentar. E por isso, vou detalhar 5 motivos por que a conciliação de cartões automatizada é precisa.

  1. Informações direto das operadoras de cartão

Conciliadora audita suas vendas com cartão com informações recebidas diretamente das operadoras e os trafega com o mesmo nível de segurança dos bancos. Ou seja, toda a auditoria é 100% fidedigna com o que de fato as operadoras trabalham. Por exemplo: Se uma venda realizada em sua loja não foi processada corretamente pela operadora de cartão, na Conciliadora você irá identificar essa divergência e poderá argumentar à sua operadora garantindo assim o recebimento desta venda.

2. Controle das taxas cobradas

Com a conciliação de cartões automatizada, você tem controle de todas as taxas cobradas em cada uma das bandeiras que você realizou vendas e também acompanha com precisão todos os custos com maquinetas.

Hoje em dia já é possível utilizar uma menor variedade de terminais de cartão e, ainda assim passar a maior parte das bandeiras no mercado, graças ao fim da exclusividade de bandeiras em maquinetas de cartão. Contudo, essa facilidade não unifica as taxas das diferentes operadoras de cartão e por isso, você precisa ter esse controle!

É importante lembrar, que ao contratar um sistema que faça a conciliação automatizada para sua empresa, você deve acessar os relatórios semanalmente por exemplo, e avaliar se de fato as taxas cobradas estão de acordo com o combinado.

3. Vendas canceladas, não processadas ou chargeback

É muito comum vendas realizadas nas maquininhas de cartão que emitiram o comprovante – conhecida filipeta, possam ser canceladas posteriormente. Seja devido a falha na comunicação com a operadora, queda na internet, cancelamento pela adquirente por cartão clonado ou até mesmo pelo próprio proprietário do cartão. Neste último caso, muito comum no e-commerce – o chargeback.

Todas essas situações são facilmente detectadas por um sistema de conciliação automatizado, onde relatórios auditados diariamente serão fornecidos e apontarão cada uma das vendas que possam ter sofrido alguma divergência ou cancelamento. Com estes relatórios, você pode contestar juntamente às operadoras e reduzir muito suas perdas.

Empresas que fazem a conferência desses relatórios com mais frequência, tem um controle muito efetivo e, inclusive, podem reduzir a frequência de fraudes com cartão. Por exemplo: se uma venda realizada ontem na sua empresa for cancelada no final do dia pelo proprietário do cartão, através da operadora, você terá essa informação no outro dia pela manhã em seu relatório do sistema e poderá contestar isso a tempo! Mas se você faz essa conferência apenas uma vez por mês, não será mais possível recorrer, pois o prazo estabelecido pela operadora de cartão possivelmente teria esgotado.

4. Confrontando os pagamentos pelas operadoras com seu extrato bancário

Saber se tudo o que foi vendido em um certo período foi de fato pago pelas operadoras de cartão é a etapa em que as pessoas mais se preocupam normalmente. A única forma de ter certeza é fazendo a conciliação bancária, onde você confronta tudo o que vendeu com o que de fato recebeu em conta bancária.

Fazer isso manualmente é impreciso e toma muito tempo do pessoal no financeiro. Por outro lado, a conciliação bancária automatizada com a Conciliadora pode ser feita em segundos! Basta subir seu extrato em formato ofx para o sistema e tudo será conciliado automaticamente. Quaisquer divergências entre os pagamentos serão apontadas através do relatório gerado.

5. Relatórios sem intervenção humana

É muito importante que os relatórios gerados pelo sistema não tenham a intervenção das pessoas que fazem a conferência. Alguns motivos são: Possível adulteração dos dados propositalmente ou não, erros de digitação, erros em cálculos etc.

A garantia de procedência das informações somente existe quando não há a intervenção humana nesses dados, que são entregues via sistema diretamente pelas operadoras e tratados pelo sistema de conciliação. Por isso, uma boa conciliação deve sempre ser imparcial.

Píndaro Lutero – Fundador da startup Conciliadora, empresa de conciliação de cartões para gestão financeira empresarial. É apaixonado por soluções em TI e automatização de processos para empresas. Atua como analista de sistema e especialista em desenvolvimento de soluções para controle do fluxo de vendas com cartões para empresas.