Dentre as mais de 40 inscrições recebidas, foram escolhidas 26 incubadoras e aceleradoras para participar da 3ª edição do Programa de Incubação e Aceleração, promovido pela Anprotec em parceria com o Sebrae e o ICE, com o objetivo de mobilizá-las a criar estratégias e atrair, selecionar e acompanhar a estruturação de negócios de impacto social e ambiental.

As duas primeiras rodadas do Programa foram coordenadas pelo ICE e, a partir deste ano, a iniciativa passou a ter a coordenação da Anprotec.

O programa é divido em três etapas. A primeira tem início em dezembro deste ano e término em maio de 2018. Nesta fase, o foco é a capacitação dos participantes na temática de negócios de impacto.

Na segunda fase serão selecionados até 10 empreendedores de todo o país para apresentar seus planos de ação. Deles, serão escolhidos apenas cinco vencedores, um por região, que receberão um prêmio em dinheiro no valor de R$ 10 mil para apoiar todo o plano, além de receberem mentoria de associados do ICE, vouchers de serviços do Sebrae e uma inscrição para a Conferência Anprotec 2018.

A terceira e última etapa será a fase de acompanhamento, na qual os selecionados receberam apoio para a implementação dos planos de ação, participarão de grupos de aceleradoras e incubadoras do programa e poderão fazer conexões com outras organizações que atuam com negócios de impacto.

Veja abaixo os selecionados para a primeira fase do programa:

Região Estado Incubadora/Aceleradora
Centro-Oeste Mato Grosso Ativa Incubadora
Centro-Oeste Goiás Programa de Incubadoras da Universidade Estadual de Goiás – PROIN/UEG
Centro-Oeste Distrito Federal Multincubadora do CDT/UnB
Nordeste Pernambuco Porto Digital
Nordeste Alagoas IET – Incubadora Empresarial Tecnológica (FEJAL)
Norte Rio Grande do Norte Inova Metrópole
Norte Natal Incubadora Tecnológica Natal Central – IFRN
Sudeste Minas Gerais Farol Incubadora de Empresas
Sudeste Minas Gerais Unidade de Tecnologia e Negócios da Uniube – UNITECNE
Sudeste Minas Gerais Biostartup Lab
Sudeste Minas Gerais Growbio
Sudeste Minas Gerais Incubadora Habitat
Sudeste Minas Gerais Incit – Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá
Sudeste Rio de Janeiro Rio Criativo
Sudeste Minas Gerais Inemontes – Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unimontes
Sudeste Espírito Santo TecVitória – Incubadora de Empresas do Espírito Santo
Sudeste Rio de Janeiro Incubadora de Empresas de Design da ESDI / UERJ
Sudeste São Paulo Habits Incubadora Escola – USP
Sudeste Rio de Janeiro Tec Campos – Incubadora Tecnológica de Campos dos Goytacazes
Sudeste Minas Gerais IBT/CRITT/UFJF
Sudeste Minas Gerais Acelera MGTI
Sul Rio Grande do Sul CRIATEC – Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica UNIJUÍ
Sul Rio Grande do Sul Incubadora Tecnológica Feevale
Sul Rio Grande do Sul IECBiot – Incubadora Empresarial do Centro de Biotecnologia da UFRGS
Sul Paraná Incubadora Sistema Fiep (Senai/PR)
Sul Rio Grande do Sul Hestia – UFRGS

Já participaram do programa 45 incubadoras e aceleradoras que incubaram e aceleraram cerca de 2817 empresas. Atualmente, 733 empresas estão sendo incubadas e há 1095 empresas ativas no mercado dois anos após a graduação.

Este projeto recebeu, aproximadamente, R$ 43 milhões em investimentos diretos e indiretos, ou seja, mais de R$ 125 mil de investimentos por empresa incubada/acelerada.

#Acelera MGTI – A gestora do Acelera MGTI, Flávia Guerra, participou da primeira etapa presencial do Programa de Incubação e Aceleração de Impacto, em Brasília. “É muito importante para o Acelera MGTI conhecer o movimento de negócios de impacto social e ambiental, aprender sobre a estruturação de projetos, ficar por dentro das ações já desenvolvidas por outras incubadoras e acerca das fontes de financiamento que estão disponíveis atualmente. A partir de agora, definiremos estrategicamente com a diretoria da entidade de que forma o Acelera MGTI entrará para esse movimento de impacto social e ambiental”, enfatizou.