A 12ª turma do programa de Pré-aceleração PUC Minas conduzido pelo Acelera MGTI, em parceria como o Instituto de Ciências Exatas e Informática da PUC Minas (ICEI), foi concluído com sucesso. A Join e a Lern foram as startups que concluíram mais essa edição do programa.

O Instituto de Ciências Exatas e Informática (ICEI) está animado com os resultados obtidos pelos projetos acelerados, segundo o Coordenador do Programa de Pré-Aceleração de Negócios ICEI – PUC Minas, João Carlos Oliveira Caetano. “Os alunos apresentaram um resultado considerável no planejamento e execução das atividades de suas startups. As duas equipes já conseguiram validar suas ideias e já estão desenvolvendo um MVP para lançar no mercado e tentar monetizar”.

De acordo com o Caetano, a Fumsoft representa uma parceria estratégica para o incentivo a novos negócios de base tecnológica. “A proposta de incentivar, motivar, amadurecer e acelerar as ideias dos alunos também é um objetivo do Instituto. O Acelera MGTI com sua metodologia e arrojo em planejamento é fundamental para que consigamos atingir os objetivos propostos”, acrescenta.

O coordenador acredita ainda que esses projetos são frutos do resultado dos esforços da comunidade acadêmica fundamentados numa formação humanística, interdisciplinar,com base na pesquisa e extensão. “Quando nossos alunos conseguem perceber suas potencialidades a partir da vivência acadêmica, a universidade valida sua proposta de trabalho. O networking que fazem com profissionais de mercado e outras startups mostra um avanço no conhecimento técnico, nos valores,nas atitudes profissionais e éticas. Isso faz toda a diferença para que possam estar mais engajados com o mercado e disseminando a promoção do bem comum na comunidade em geral”.

“O sucesso da parceria Acelera MGTI com a PUC Minas, já na sua 12a edição, demonstra que o relacionamento academia-mercado fortifica-se cada vez mais propiciando aos jovens estudantes transformar as ideias que nascem na universidade em negócios para o mercado”, enfatiza a Gestora do Acelera MGTI, Flávia Guerra.

Projetos – A Join é uma startup que busca, por meio de um aplicativo, resolver problemas relacionados ao atendimento das lojas de produtos alimentícios nos shoppings, oferecendo conforto, praticidade no pagamento e gerenciamento de pedidos. “Iniciamos no programa com dificuldades para definir nosso produto. As mentorias foram essenciais para a evolução do trabalho e para o crescimento pessoal do time da Join. Esse período foi importante para conhecermos o mercado e colocarmos em prática o conhecimento adquirido na universidade”, conta Petrick Ribeiro, estudante que está à frente da Join.

A Lern, por meio de testes de perfil, identifica o comportamento e as habilidades dos estudantes para prover informações precisas aos agentes educacionais. Além disso, pretende preparar o aluno para as novas necessidades acadêmicas e do mercado de trabalho. Para Douglas Eleutério, “o programa ajudou na evolução do produto desenvolvido pela startup e, sobretudo, no amadurecimento dos integrantes da equipe”.