destaque_fumsoftEstudantes participantes do Programa Raízes da Fundação Dom Cabral estiveram, no Espaço MGTI, para conhecerem de perto a atuação da Fumsoft e do Acelera MGTI, na tarde do dia 2 de junho. Os estudantes tiveram a oportunidade de compreender o funcionamento de um ecossistema de empreendedorismo e as características básicas de um negócio.

Flávia Guerra, Gestora do Programa MGTI, iniciou o encontro com uma palestra sobre a criação de startups e o processo de aceleração. A temática “desenvolvimento de software e programação” também foi explorada, na ocasião, ao ser apresentada pelo empresário Rodrigo Sol. Já os empreendedores Eduardo, Rafael e Douglas, que estão à frente de startups aceleradas pelo programa Acelera MGTI, compartilharam seus projetos e suas experiências pessoais. Por fim, os alunos receberam informações sobre o trabalho de formação profissional desenvolvido pela UAITEC.

Criado pela Fundação Dom Cabral, em 2011, o Programa Raízes é voltado para jovens trabalhadores entre 15 e 18 anos com o objetivo de propiciar acesso a conteúdos humanistas e de diferentes áreas do conhecimento, não acessíveis na escola tradicional, na expectativa de que eles se tornem atores e autores do próprio processo de inclusão, segundo Rafaela Araújo, responsável pelos projetos Sociais da Fundação Dom Cabral.

“O empreendedorismo é um dos temas trabalhados no programa, no módulo Raízes dos Negócios. Como parte da metodologia dialógica e experiencial os jovens realizaram a visita ao MGTI, com o intuito de aprenderem e conhecerem na prática como os empreendedores da área de tecnologia criam e operam seus negócios. Essa metodologia facilita o entendimento sobre as temáticas abordadas e desperta o interesse dos jovens que podem vivenciar os assuntos que são discutidos em sala de aula”, acrescentou.