Acelera MGTI, através do Programa de Promoção da Economia Criativa da Samsung e Anprotec, foi uma das aceleradoras escolhidas para recepcionar uma startup coreana.  A startup que veio para um softlanding de 10 dias no Acelera MGTI foi a Willim Inc., focada no gerenciamento do aplicativo ‘3linediary’, um social diary service que reúne histórias de várias pessoas em redes sociais.

Essa iniciativa faz parte do projeto Cross Incubation, que é realizado com o objetivo de oportunizar aos empreendimentos participantes uma imersão na cultura local, com foco em negócios/mercado, além de avaliar a possibilidade de internacionalização.

De acordo com a gestora do programa Acelera MGTI, Flávia Guerra, durante os 10 dias, o representante da startup, Jeong Rak Yoon, participou de uma agenda com várias atividades, entre elas, “visitas as aceleradoras FIEMG Lab e TechMall, encontro com várias startups, reunião com a PUC e com entidades do governo de Minas Gerais”.

Em seu primeiro dia de Cross Incubation, o coreano conheceu toda a infraestrutura e o trabalho conduzido pelo Acelera MGTI, além de preparar seu pitch com o auxílio do agente de aceleração do Acelera MGTI, Frederico Fonseca.

Yoon teve a oportunidade de testar seu pitch ao apresentá-lo para o board diretor da Fumsoft. Sua audiência contou com a presença de empresários e potenciais investidores brasileiros. Além disso, participou de duas reuniões com o objetivo de entender melhor o mercado brasileiro de redes sociais.

O primeiro encontro aconteceu com a presença de Roberto Scheinkman, fundador da startup Ref, uma rede social baseada nas referências dos usuários em relação à música, livros e filmes. O coreano pôde esclarecer algumas dúvidas em relação ao mercado e as funcionalidades da plataforma.

A segunda reunião foi com Wilson Caldeira, diretor da Fumsoft e sócio da startup Canguru, que é uma rede social para gestantes. Wilson, que é especializado em marketing voltado para negócios, contribuiu com informações e insights valiosos. Nesse encontro, Yoon teve um contato mais técnico e aprofundado com as questões mercadológicas brasileiras.

O coreano reuniu-se também com Diego Nogueira, fundador da startup WorldSense. Yoon, que é responsável pelo marketing de sua empresa, conheceu melhor sobre processos de marketing e aprendeu métodos para aquisição de clientes online (SEM).

Após essa reunião, visitou o Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI). Nesse encontro, houve uma apresentação aprofundada sobre o estado de Minas Gerais e seu momento atual em vários quesitos: financeiro, histórico, geográfico e político. Ficou por dentro da realidade do ecossistema de startups que vem se desenvolvendo em Belo Horizonte e em outras cidades do estado.

Buscando conhecer melhor seu público-alvo no Brasil, Yoon esteve no Colégio Loyola para entrevistar alguns alunos e foi recebido na universidade PUC Minas por professores para uma conversa sobre empreendedorismo.

Em seu último dia em Belo Horizonte, Yoon trabalhou mais em seu pitch, que foi apresentado no evento da Samsung em Campinas. Ele focou em melhorar o conteúdo, a fluidez da apresentação, os limites de tempo e a clareza das informações. Foi realizada ainda uma reunião com a gestora do programa Acelera MGTI, Flávia Guerra, e com Frederico Fonseca, para avaliar o período de incubação da Willim Inc. Todos os envolvidos, as coordenações brasileira e coreana do programa, assim como a startup e o time do Acelera MGTI, ficaram extremamente satisfeitos com a experiência de Cross Incubation.